29 de jun de 2008

PT CONFIRMA CANDIDATURA DE MOLON NO RIO




20/06/2008 13:44 - Mobilização
PT confirma candidatura de Molon

Reunião do partido descarta aliança com o PCdoB no 1º turno



A executiva nacional do PT confirmou ontem que o deputado estadual Alessandro Molon, será o candidato do partido a prefeito do Rio na eleição de outubro.
O parlamentar foi ontem a Brasília para obter uma posição definitiva da legenda sobre sua participação no pleito. E ressaltar a necessidade da candidatura própria no Rio.
O objetivo do petista era acabar com as especulações de que ele renunciaria à candidatura para que o PT se aliasse com o PCdoB, de Jandira Feghali.
O presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, preferia outra solução. "O ideal seria uma troca de apoio mais amplo, mas não foi possível, principalmente pelo adiantado do processo no Rio . Mas vamos manter relação amistosa para, no segundo turno, termos um bom ambiente para composições", afirmou em coletiva no fim da noite.
Na reunião, a executiva também aprovou aliança com o DEM em Volta Redonda. A deputada Cida Diogo será cabeça de chapa.
Fonte: PT RJ


VINICIUS ASSUMPÇÃO É CANDIDATO À VEREADOR - foi homologada a candidatura à vereador do presidente licenciado do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro. Agora é juntar forças e agregar a militância para uma grande votação em 05 de outubro.

7 de jun de 2008

RS - CRISE NO GOVERNO DE YEDA CRUSIUS

Secretário de Yeda Crusius admite o uso de estatais em
campanha no RS











Fotos: Cezar Buzatto e Yeda Crusius

GRACILIANO ROCHA
da Agência Folha, em Porto Alegre

Um dos principais auxiliares da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), o chefe da Casa Civil, César Busatto (PPS), admitiu o uso de estatais do governo gaúcho para financiar campanhas eleitorais. A afirmação foi feita durante uma conversa mantida com o vice-governador Paulo Feijó (DEM) no último dia 26.

Sem que Busatto soubesse, o vice-governador, que é adversário político de Yeda, gravou o diálogo e ontem entregou uma cópia à CPI que investiga o desvio de R$ 44 milhões do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) gaúcho.

Em um dos trechos do diálogo, Busatto diz que o governo "acaba tendo que fazer concessões importantes aos partidos aliados, os partidos grandes do Estado". Em seguida, mencionou o Banrisul e o Detran como cotas do PMDB e do PP.

"Então não podemos deixar eles de fora. Não tenho dúvidas de que o Detran é uma grande fonte de financiamento", diz em trecho da gravação ouvida na sala de reuniões da CPI e depois transcrita por assessores da comissão.

No início da noite, Busatto chamou o vice-governador de "golpista" e disse que o uso dos recursos para campanhas não provinha das estatais, mas dos cargos comissionados (não concursados) ocupados por militantes partidários.

"Os cargos de confiança são, sim, financiamento de campanha, cada CC [cargo em comissão] tem que pagar 10%, 20%", disse. "Quem falou em desvio não fui eu, foi o vice-governador", disse Busatto.

Feijó não foi localizado pela Folha para comentar a gravação da conversa. A assessoria da governadora disse que ela não falaria sobre o caso.

As declarações agravaram a crise política por que passa o governo tucano. Juntos, PMDB e PP têm 18 deputados e são maioria na base de sustentação de Yeda. Há fortes pressões da Assembléia pela demissão do secretário. Em nota, o PMDB disse que pretende interpelar judicialmente o chefe da Casa Civil e o vice-governador "para que digam por quem, quando e quanto foi recebido em nome do PMDB, e quem do Banrisul pagou". O presidente do PP, Jerônimo Goergen, cobrou uma manifestação da governador.

Imagens: Google


5 de jun de 2008

Convenção 158 - Deputado Federal Júlio Delgado (PSB_MG) é contra!


04/06/2008

Convenção 158: relator apresenta parecer contrário à norma

Foto: Deputado Federal Júlio Delgado (PSB-MG) pedindo silêncio aos trabalhadores!

Se depender do relator da Mensagem presidencial para ratificar a Convenção 158 da OIT, contra a demissão imotivada, os trabalhadores brasileiros continuarão a sofrer com a alta rotatividade da mão-de-obra nas relações de trabalho no País.

O relator da matéria, deputado Júlio Delgado (PSB/MG), na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara apresentou ontem (3) à noite seu parecer contrário ao texto.

Delgado se posiciona contrário à ratificação da norma internacional por entender, entre outros aspectos, que "o País já dispõe de um sistema institucionalizado de proteção ao trabalhador, baseado em quatro pilares: aviso prévio, indenização de 40% sobre o saldo do FGTS, o próprio Fundo e o seguro-desemprego".

E arremata: "Tal sistema proporciona uma proteção para o emprego e uma compensação monetária na dispensa sem justa causa".

Para William Mendes, secretário de imprensa da Contraf-CUT, ficou claro que o deputado Júlio Delgado não entende nada de proteção para o emprego. "É a única explicação para ele falar uma bobagem dessas. Além disso, eu queria saber: que partido socialista é esse que é contrário a uma convenção que defende o emprego?", questiona. "A CUT e as demais centrais sindicais vão se mobilizar para garantir a aprovação desse instrumento tão importante para os trabalhadores", completa.

Para o DIAP, o voto do relator não é nenhuma novidade, pois em audiência pública realizada pela Comissão, no dia 7 de maio, ele já havia manifestado a posição que ora ratifica no parecer.

O que causa espécie é o fato de o deputado não reconhecer que o trabalhador brasileiro, apesar das proteções legais que existem no País, não têm nenhuma proteção nas relações de trabalho.

Na prática, os trabalhadores brasileiros vivem sob o signo da instabilidade no trabalho, baixos salários, jornadas extenuantes de trabalho e até trabalho escravo. A realidade da mão-de-obra nacional é insofismável!

Convenção 151

A mensagem presidencial que ratifica a norma da OIT, que abre negociação coletiva e solução de conflito no serviço público também está sob análise da Comissão de Relações Exteriores, cujo relator é o deputado Vieira da Cunha (PDT/RS).

Ele apresentou parecer favorável ao texto do Governo, e disse que a matéria deverá entrar na pauta do colegiado na próxima semana. Leia mais

Ao tomar conhecimento do voto contrário do relator à Convenção 158, Vieira da Cunha disse à assessoria do DIAP que irá apresentar um voto em separado a favor da norma e contra o parecer do deputado Júlio Delgado.

Clique aqui e conheça a íntegra do parecer do relator.

Fonte: Diap com Contraf-CUT
Foto: Google
____________________________________________________________________

Nota do Blog:

Pegaram seu caderninho de candidatos? Pois anotem o nome do sr. Júlio Delgado - Deputado Federal pelo PSB mineiro, que provavelmente será candidato à reeleição. Votou contra o trabalhador, o trabalhador não vota nele!

Fora Júlio Delgado!

Diário do Bancário e posse dos eleitos da PREVI


Caros amigos,

Acrescentei na seção blogs interessantes o link para o blog do Carlos Eduardo - Diário do Bancário: http://www.diariodobancario.blogspot.com/. Foi uma grande satisfação conhecer o Carlos na posse dos eleitos da PREVI, no CCBB - RJ. O Carlos é dirigente sindical do sindicato dos bancários do Ceará; diretor estadual da CUT Ceará; militante partidário do PT, egresso do movimento estudantil . Muita emoção no discurso do Sasseron. Foi uma bonita festa!

Encontrei também vários gaúchos, entre eles o Júlio Vivian (diretor eleito) e o Mauro Cardenas (Maurão), da Federação dos Bancários do RS. A luta continua companheiros! Este é um ano cheio de eleições pelo Brasil.

Gerson Vieira
Delegado Sindical - Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro