26 de fev de 2011

Brasil - Recordar é vencer!



No ano do Centenário Xavante, diretoria do Brasil busca inspiração na história e aposta em comissão técnica enraizada no clube

Imbuída com o Centenário Xavante, a Direção Executiva do GE Brasil decidiu buscar alternativas diferenciadas para tornar esta passagem, que já é emblemática, o mais marcante possível na história do clube da Baixada. Entre as várias ações especiais, que pretendem transformar o aniversário de 100 anos de fundação em sinônimo de sucesso, uma das primeiras a ser colocada em prática foi inspirada justamente no passado, armando uma comissão técnica que remonta uma gloriosa sina de conquistas de outrora.

Desde o técnico, até o auxiliar da preparação física, todos os integrantes da equipe que comanda o vestiário do Bento Freitas têm raízes no clube e muita identificação com o vermelho e preto. A partir dessa intimidade é que a diretoria aposta as fichas para que o time deste ano resgate o verdadeiro espírito da garra Xavante, e volte a triunfar como no tempo em que Hélio, Cléber, Cássio, Canela e Xuxu entravam em campo com a camisa rubro-negra.

- A formação dessa comissão técnica é uma história bastante interessante, pois o Hélio estava na cidade e sempre mostrou vontade de treinar o Brasil no ano do centenário, e nós já estávamos com o Cássio, o Canela, o Xuxu, e o Cléber praticamente acertado também. Aí, então, se criou a idéia de montar esse grupo com gente da casa. Porque era uma forma de trazer para dentro do clube profissionais que transmitissem aos jogadores aquele passado vitorioso do Brasil, aquela força rubro-negra que emergia dentro de campo, retransmitindo isso também para torcida imensa que nosso clube possui, que dá inveja a todos os clubes do interior – contou o Vice-presidente de Futebol da Baixada, Elzaide Lahm, o Peto.

Só para se ter uma ideia, juntos, os integrantes da atual comissão técnica disputaram nada menos do que 1093 partidas defendendo o Brasil, e colocaram 17 troféus no Salão de Honra da Baixada. Abaixo, você confere um pouco da história de cada um deles e a expectativa que carregam para o Centenário Xavante.

Nenhum comentário: