29 de jul de 2008

Os Estados Unidos reativam sua Quarta Frota



Os Estados Unidos reativam sua Quarta Frota


Desde a época das ditaduras na América Latina, as quais foram amplamente apoiadas pelos EUA, a pretexto de defender a “democracia” ameaçada pelos “comunistas”, que os EUA vem interferindo nas políticas dos governos latino-americanos. Em 2002 orquestrou um golpe militar na Venezuela que depôs Hugo Chavez. O golpe não se consolidou, pois Hugo Chaves retornou ao governo pouco tempo depois, através da mobilização popular. Em primeiro de março de 2008 a Colômbia – único país da AL alinhado aos EUA e fortemente armado por ele – invadiu a Venezuela, sob o pretexto de combater as FARC. Pouco depois um avião militar norte-americano ainda invadiu o espaço aéreo da Venezuela.
O provável futuro presidente dos EUA, Barak Obama, não deixa dúvidas quanto à política que deve ser adotada pelo país: “Apoiaremos o direito da Colômbia de atacar terroristas que buscam abrigo seguro cruzando a fronteira”. Também não é de hoje que os EUA vem insistindo na propaganda (sem conexão com a realidade) de que o terrorismo islâmico estaria se instalando na região da fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina, o mesmo pretexto que levaram os EUA a invadir o Iraque. Parece que o EUA está mais uma vez tentando armar um conflito na América Latina, o que lhe daria um pretexto para uma ocupação de território e bens.
Por esses motivos e vários outros, provavelmente não por coincidência, após a descoberta de megacampos de petróleo no Brasil, os EUA resolveram reativar a Quarta Frota, voltada para operações navais na AL, um poder ao qual nenhum país do continente tem condições de se opor.
Temos ainda um bem precioso para a humanidade, a água potável, aqui existe uma quantidade inexistente em outra parte do planeta. Ao norte do continente, a Amazônia; ao sul, grandes rios como o Paraná, o Iguaçu, o Paraguai e o Uruguai, que se somam à maior reserva subterrânea de água potável do mundo, o Aqüífero Guarani, que estende pelo Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Estimativas dão conta que essas reservas podem garantir o suprimento de todo o planeta por 180 anos, observada uma média diária de consumo de 100 litros por pessoa. Ah, estava esquecendo: a Quarta Frota já esteve bem pertinho de nós, na Baía da Guanabara, um pouco antes do golpe militar de 1964, pronta para intervir no país. A história pode se repetir na América Latina...
___________________________________________________________

Gerson Vieira – poeta e cronista, ex-diretor do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, delegado sindical BB - Agência Botafogo-RJ.

Imagem: Google

Nenhum comentário: