16 de fev de 2008

Responsabilidade socioambiental de bancos só na televisão

14 de Fevereiro de 2008 - 18:15


São Paulo - Na televisão é tudo muito bonito. Imagens da Amazônia e de pessoas comuns reinventando o mundo passam a idéia de que os bancos voltam toda a sua gestão por um mundo social e ambientalmente melhor. Um estudo realizado pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) divulgado na quarta, 13, entretanto, mostra que as instituições ainda estão muito longe de ser o que apregoam.

Foram avaliados os oito maiores bancos do país e nenhum deles chegou nem perto do conceito "Bom", quanto mais do "Excelente". Pelo contrário: Seis ficaram no "Ruim", sendo dois beirando o "Péssimo", e apenas dois conseguiram, por muito pouco, um modesto conceito "Regular" .

Leia a íntegra do estudo

A avaliação da pesquisa, composta por 69 pontos, levou em conta a atuação dos bancos em praticamente toda sua esfera de infuência: seus funcionários, os clientes, a sociedade e o meio-ambiente. Ela foi feita, exceto no caso dos bancários, com informações cedidas pelos próprios bancos. Além deles, a Contraf-CUT, o Dieese e outras instituições também foram consultadas.

E os bancos que se preparem, pois o Idec afirma ainda que esta primeira avaliação não foi das mais rígidas justamente por ser inicial. Para a próxima avaliação, o instituto pretende desenvolver um trabalho ainda mais sistematizado.


Fonte: André Rossi - 13/02/2008

Nota:

Leiam o estudo, concluirão que muitas das ações que os bancos propagam é só para telespectador ver!

Nenhum comentário: