7 de mar de 2008

8 de março: Dia Internacional da Mulher

Pensei em escrever o que todos escrevem, anos após anos, sobre as conquistas das mulheres, no âmbito político e social, além da história daquelas companheiras sacrificadas no século XIX e muitos outros exemplos de discriminação da mulher. Mas como sei que todos, ou pelo menos a maioria irá escrever sobre esses temas, me sinto contemplado. Talvez não seja momento oportuno mas quero manifestar minha preocupação com um tema que abala muito as mulheres: o câncer de mama. Dias atrás assisti uma reportagem na TV Brasil e pude perceber o drama e os traumas das mulheres que enfrentam esse problema. Já inclui neste blog um link para o site www.cancerdemama.org.br, visitem, lá existem informações muito importantes para a prevenção e detecção desse mal.


Parabéns pelo Dia Internacional da Mulher!


Mulher

Erasmo Carlos

Composição: Erasmo Carlos - Narinha

Dizem que a mulher
É o sexo frágil
Mas que mentira
Absurda!
Eu que faço parte
Da rotina de uma delas
Sei que a força
Está com elas...

Vejam como é forte
A que eu conheço
Sua sapiência
Não tem preço
Satisfaz meu ego
Se fingindo submissa
Mas no fundo
Me enfeitiça...

Quando eu chego em casa
À noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas prá quem deu luz
Não tem mais jeito
Porque um filho
Quer seu peito...

O outro já reclama
A sua mão
E o outro quer o amor
Que ela tiver
Quatro homens
Dependentes e carentes
Da força da mulher...

Mulher! Mulher!
Do barro
De que você foi gerada
Me veio inspiração
Prá decantar você
Nessa canção...

Mulher! Mulher!
Na escola
Em que você foi
Ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte
Mas não chego
Aos seus pés...

Nenhum comentário: