17 de ago de 2008

Passeata com Dilma Roussef em Curitiba


Dilma Roussef e a candidata à vereadora Marisa Stédile
Ao lado: Passeata do PT, rua XV de Novembro

Em um palanque improvisado num caminhão de som, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, participou de um minicomício da candidata do PT à Prefeitura de Curitiba, Gleisi Hoffmann, ontem de manhã, na Praça Osório em Curitiba.
A ministra pediu votos para a candidata, afirmando que Gleisi pode fazer em Curitiba um governo na mesma linha que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realiza no País. A ministra também destacou a eleição dos candidatos a vereador da coligação, formada por PT, PMN, PHS, PRB, PTC e PSC.A ministra fez um discurso destinado a empolgar a militância e impulsionar a candidata, que está no segundo lugar nas pesquisas de intenções de votos. Disse que Gleisi pode “virar” a eleição em Curitiba. “Tenho certeza que você vai virar a eleição. Você é uma candidata de chegada”, disse Dilma.Dilma citou que Gleisi já dirigiu uma grande empresa, a Usina de Itaipu em que foi diretora financeira, participou da equipe de transição do governo Lula e teria as condições para administrar uma cidade do porte de Curitiba.
“Ela tem todas as condições de realizar o que o presidente está fazendo pelo País. Um governo que está mudando a realidade desse País. Ela é sensível ao sofrimento das pessoas mais pobres e tem a capacidade de fazer com que Curitiba tenha um grande desenvolvimento urbano e social”, disse.Reforço A ministra não participou da caminhada que Gleisi fez pela Rua XV, em que foi acompanhada por um grupo de militantes e pelo candidato a vice-prefeito, Borges dos Reis (PSC), o presidente da Usina de Itaipu, Jorge Samek, e os deputados federais Ratinho Junior (PSC) e Dr. Rosinha. Dilma encontrou com Gleisi no caminhão de som, onde estava também o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.A participação da ministra na campanha foi descrita como a arrancada de Gleisi em Curitiba. As presenças de Samek, Rosinha e do deputado federal Ângelo Vanhoni marcam o início de um processo de envolvimento das lideranças do partido na disputa, apontado como determinante para que a candidata possa buscar uma aproximação ao prefeito de Curitiba, Beto Richa, que está isolado na liderança com mais de 70% dos votos, segundo as pesquisas de intenções de votos divulgadas na semana passada. Vanhoni disse que vai passar o mês de setembro em Curitiba exclusivamente para atuar na campanha de Gleisi. “Vou pedir votos na rua. Fazer o feijão-com-arroz da campanha”, afirmou o deputado, justificando que até então estava mais voltado para a campanha dos candidatos do partido nos municípios da Região Metropolitana de Curitiba.
Fonte da matéria: Paraná Online
___________________________________________________________
Nota:
Participei da caminhada sábado pela manhã, apesar do tempo instável, um grande número de militantes e simpatizantes acompanharam a candidata à prefeita Gleisi Hoffmann.
Marisa Stédile e inúmeros candidatos à vereança pela coligação PT, PMN, PHS, PRB, PTC e PSC também participaram da atividade.

Nenhum comentário: