28 de mai de 2008

Nossa chance de salvar vidas!

Amig@s,
109 países estão agora mesmo negociando um tratado para banir as bombas cluster -- armas que matam e mutilam crianças e civis inocentes anos após o fim da guerra. Clique aqui para enviar uma mensagem para seu governante pedindo apoio ao tratado:

ACABE COM AS
BOMBAS CLUSTER


Agora mesmo, em Dublin na Irlanda, vários países estão se reunindo para criar um acordo para banir a bomba cluster (ou bombas de fragmentação). Fabricantes de armas estão pressionando governos a firmarem um tratado cheio de exceções. O texto final do acordo será decidido nos próximos dias.

Bombas cluster não matam só em tempos de guerra. Elas espalham pequenas “bombinhas” brilhantes que permanecem no solo por décadas depois de serem jogadas. Elas atraem a curiosidade de crianças que não raro, são mutiladas ou mortas. Alguns governos acreditam que essas bombas devem ser banidas, mas o Brasil continua a fabricar e exportar estas bombas. O tratado será assinado no final desta semana e alguns governos ainda estão pedindo exceções com “períodos de transição” e clausulas para amenizar a banimento.

Temos uma forte chance de influenciar esse tratado. Se cada um de nós enviar uma mensagem para seu chefe de estado, poderemos convencer nossos governos de banir as bombas cluster de uma vez por todas. Clique abaixo para enviar uma mensagem (pré escrita) e encaminhar essa campanha para seus amigos e familiares:

http://www.avaaz.org/po/ban_cluster_munitions/18.php?cl=93175961

O esforço para banir a bomba cluster é o resultado do trabalho de anos de muitas pessoas e organizações ao redor do mundo. Veja a mensagem do porta voz do movimento Branislav Kapetanovic, que perdeu suas mãos, pernas, parte da audição e visão por causa de uma bomba cluster na Sérvia:
A bomba cluster é um das armas mais perigosas do mundo de hoje. A maioria das suas vítimas são civis e afetam milhões de pessoas no mundo todo. Essa semana vários governos estarão reunidos em Dublin para criar um tratado que vai banir essa perigosa arma, porém alguns governos estão tentando enfraquecer esse tratado criando clausulas de exceções.

Governos ricos nem sempre ouvem as vítimas, mas eles escutarão você – cidadãos que votam. Por favor, envie uma mensagem para o seu governante pedindo um tratado sem exceções, lacunas ou demoras.
Ativistas como Kapetanovic batalharam muito para banir a bomba cluster. Nesse momento decisivo, nós também podemos fazer a nossa parte. Clique no link para participar da campanha:

http://www.avaaz.org/po/ban_cluster_munitions/18.php?cl=93175961

No Brasil duas empresas produzem e exportam bombas cluster; e o Ministério da Defesa ainda defende as bombas cluster. Temos a chance, essa semana, de banir uma perigosa arma que está tirando a vida de muitos inocentes. Faça a sua parte e ajude-nos a trazer um mundo mais justo, pacífico e seguro para as crianças e gerações por vir.

Com esperança,

Ben, Pascal, Ricken, Galit, Graziela, Paul, Iain e Veronique – A equipe Avaaz.org

PS. Saiba mais sobre o assunto:

Conferência de Dublin tenta proibir bombas de fragmentação - AFP:
http://afp.google.com/article/ALeqM5hiZKv3vyZZBZDfZH1S_R6hXoLjig

Bombas cluster já atingiram 13 mil em vários países - Folha Online:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u374726.shtml

Bombas cluster são importantes para defesa do Brasil, diz oficial - Folha Online:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u374693.shtml

______________________________
_________


SOBRE A AVAAZ

Avaaz.org é uma organização independente sem fins lucrativos que
visa garantir a representação dos valores da sociedade civil global
na política internacional em questões que vão desde o aquecimento
global até a guerra no Iraque e direitos humanos. Avaaz não recebe
dinheiro de governos ou empresas e é composta por uma equipe
global sediada em Londres, Nova York, Paris, Washington DC,
Genebra e Rio de Janeiro. Avaaz significa "voz" em várias línguas
européias e asiáticas.
Por favor adicione avaaz@avaaz.org para sua lista de endereços para
garantir que você continue recebendo os nossos alertas. Ou se você
prefeir deixar de receber nossos alertasclique aqui


Para entrar em contato com a Avaaz não responda para esse email,
escreva para info@avaaz.org, ou envie correspondência para 260
Fifth Avenue, Nova York - NY 10001 EUA. Avaaz.org está presente
também em Washington, Londres, Rio de Janeiro e ao redor do mundo.

Nenhum comentário: